como as palavras agem no subconsciente

como escrever conteúdo com 3 palavras de persuasão

58 Flares Twitter 1 Facebook 55 Google+ 1 Pin It Share 0 LinkedIn 1 Filament.io 58 Flares ×

 Palavras mágicas que tem um poder hipnótico na influência de pessoas, conheça!

 

 

Imagine se você tivesse o poder de influenciar o subconsciente das pessoas.

Imagine se você pudesse fazer isso usando palavras “gatilhos” simples para ativar “reflexos” involuntários e hipnóticos em seus cérebros.

Agora imagine o que você poderia fazer por escrito, bem como em um discurso.

 

Você provavelmente não acredita como isso realmente acontece. Mas eu vou dizer-lhe que pode, porque ao longo do tempo todos nós temos sido sutilmente hipnotizados para aceitar certas palavras “gatilhos”. O processo começa mesmo antes de começarmos a falar.

Você nunca suspeitaria de que estas palavras hipnóticas exerçam poder sobre você. Elas são simples, e inócuas. Mas, quando você as usa de forma consciente e corretamente, elas podem melhorar drasticamente o seu poder de persuasão.

 

Eu já usei 3 delas para mantê-lo lendo.

Agora, eu duvido que você vá adivinhar todas elas, muito menos entender o porquê elas funcionam. Então, eu Separei três palavras que realmente tem um poder de persuasão e vou dar alguns exemplos de como você poderá usá-las e com isso tirar o melhor proveito do poder hipnótico delas.

Mas antes de fazer isso, uma pequena explicação sobre o que é hipnose, e por que essas palavras são consideradas hipnóticas.

 

O que realmente é Hipnose.

Poucos empreendedores têm mais do que um “conhecimento” comum sobre a hipnose. Isso é uma pena, porque a hipnose é uma poderosa ferramenta psicológica e o marketing é pura psicologia.

 

Aqui estão algumas coisas sobre a hipnose:

  • A hipnose é uma ferramenta psicológica centenária usada por médicos, dentistas, muitos psiquiatras e terapeutas para conseguir os resultados que precisam sem a necessidade da intervenção com medicamentos (em algumas situações especificas).
  • Quando você está hipnotizado você não está dormindo. Na verdade, você simplesmente está relaxado. Sua mente subconsciente está mais ativa do que a sua mente consciente (crítico).
  • Eu não posso ser hipnotizado. Na verdade, todos nós vamos a diferentes estados de hipnose muitas vezes ao dia. Ao dirigir, ao assistir TV, ao ler, você pode até estar em um estado de hipnose leve agora.
  • Pessoas hipnotizadas não são como zumbis ou robôs. Na verdade, você não pode fazer alguém sob-hipnose fazer nada que elas já não queiram fazer. Claro, sua mente subconsciente está “exposta” em um estado de hipnose, por isso eles são mais dispostos a ter suas emoções e, finalmente, as suas decisões dirigidas.

 

E isso é bom para nós como empreendedores e vendedores. Supondo que estamos nisto pelas razões certas, ou seja, ajudar as pessoas. Mas se elas realmente não querem algo, você não vai vender nada para elas, não importa o quê. 

Portanto, antes de ler sobre essas palavras seria inteligente apenas verificar a primeira regra de vendas, e certifique-se que seu público realmente quer o que você está oferecendo.

 Saiba mais sobre hipnose aqui!

 

Ok, eu estou feliz que esclarecemos tudo. Vamos ver essas três “palavras de poder” não é?

 “Imagine”

Por que é hipnótico?

Dois fatores estão em jogo aqui.

Em primeiro lugar, você deve ter notado que, se você fala a um estranho para fazer alguma coisa, especialmente para comprar algo, eles tendem a hesitar. Sua reação natural é questionar o motivo para encontrar uma razão para discordar. O espírito crítico (consciente) levanta objeções.

O que é interessante, porém, para que isso não aconteça, se você pedir a alguém para imaginar  alguma coisa. Especialmente se você pedir-lhes para imaginar o resultado da venda, ao invés de fazer a compra em si. Não há nenhuma resistência a isso.

 

Isto é porque nós não vemos como uma ação “real”. É apenas um jogo mental. Na verdade, um jogo agradável, uma distração da vida como em uma fantasia.

Então, fazendo com que seu “prospect” mude e passe imaginar alguma outra coisa, você ignora essa a parte crítica que levanta objeções, e ao “esgueirar-se” à sua mente vai para porta dos fundos onde está sua imaginação. E ignorar o espírito crítico é o segundo de três passos cruciais para a obtenção da hipnose. (O primeiro é atrair a atenção da pessoa).

 

O terceiro passo é estimular a mente inconsciente. Isso exatamente é imaginar o que algo pode fazer. Por mais estranho que possa parecer, o cérebro quando está em “pausa” literalmente ele não pode perceber a diferença entre imaginação e realidade, por exemplo: ele não enxerga nenhuma diferença entre imaginar a visualização de uma árvore, e ver uma árvore real.

Isso faz com que a imaginação do seu “prospect” se torne um poderoso aliado para você. Lembre-se: o medo da perda é muito mais forte do que o desejo de ganho. Então, se você conseguir despertar esse senso de propriedade para a sua oferta, você invoca um desejo muito mais forte, do que pela mera oferta de benefícios. 

 

Fazendo com que eles imaginem possuí-loeles se sentem como se eles já tivessem. Como se você já tivesse dado a eles. E a coisa natural a fazer, então, é mantê-lo, o que significa fazer a compra.

Este senso de propriedade sobre o que imaginamos é surpreendentemente profundo. Deve ser por isso que quando somos jovens somos levados pela nossa imaginação. As crianças são altamente possessivas em acreditar em seus faz de conta ideias, personagens e mundos. Elas não gostam de serem informadas de que não são reais.

 

E, embora quando adultos consigamos esconder esse carinho por nossas fantasias sob um verniz de pragmatismo, mesmo assim o efeito ainda governa o nosso comportamento em um nível subconsciente.

Um exemplo:

despertar a imaginação do seu provavel cliente

Daniel Levis fez um estudo da psicologia da persuasão(saiba mais). Aqui, ele não só pede que seu “prospect” imagine o resultado de compra, mas também para imagina- lá com diferentes Palavras, mas que transmitem a mesma ideia. Repetindo o conceito de maneiras diferentes torna ainda mais difícil de resistir. (lembra-se dos testes A/B nas campanhas de marketing?).

 “VOCÊ”

Por que é hipnótico?

Você é um espaço reservado para o seu nome.

Eu sei, é um exemplo óbvio. As três palavras mais poderosas em vendas, talvez sejam vocêlivre e garantido.

 

Mas livre e garantido não são palavras hipnóticas. Você é. E isso é porque não é realmente a palavra você  que tem o poder hipnótico, mas o que ela representa.

“O seu nome”.

Eu estou disposto a apostar que você não tem ideia do quão hipnótico seu nome realmente é.

 

Por exemplo, sabia que você é muito mais propenso a comprar de alguém que tem a mesma letra inicial em seu nome ou sobrenome? Isto de acordo com  “The Journal of Consumer Research. Você também terá mais chances de se casar com alguém com a mesma inicial.

Muitos empreendedores que usam o email marketing se apegam para o fato de que o nome de uma pessoa é poderoso, você provavelmente recebe e-mails com linhas de assunto como, “José, 10 melhores truques de redação”. E muitos e-mails que você recebe irão começar com o seu primeiro nome, os longos irão incluí-lo várias vezes.

 

Você também pode ter notado que esta abordagem não funciona. Ele imediatamente marca o e-mail como “artificial”.

 

Você já deve ter passado pela experiência com telemarketing. Eles têm sempre o mesmo roteiro usando o seu nome, como se fosse construir uma relação. Mas, na verdade, isso só faz você se sentir assustado.

O nome de uma pessoa e muito importante

 

Mas a palavra ”você” é diferente. É natural usá-la na conversa, para que você não precise se preocupar em ter um assunto pesado. No entanto, ele encapsula a mesma auto-obsessão básica que faz com que seu próprio nome seja tão poderoso.

As palavras que se referem a nós são tão hipnóticas que tem um tem um efeito psicológico chamado “Fundamental Attribution Error” (saiba o que é aqui!).  Então, quando as pessoas falam sobre nós, temos a tendência de sermos envolvidos pelo que elas estão dizendo daí ignoramos o fator crítico (consciente) e tudo o que resta, então, é para estimular a mente inconsciente.

 

E adivinha o que? Não há nada tão estimulante para nós como nossos próprios interesses, desejos, ambições, objetivos, anseios e emoções. Por toda a nossa vida, que é tudo o que realmente temos e queremos.

Um exemplo:

a palavra você substitui o seu nome

Tentei achar um exemplo em português mais não achei (acho que nós precisamos aumentar o uso dessas palavras em nossas campanhas, artigos etc. você não acha?) então vai esse do MailChimp  que a maioria deve conhecer veja como ele usa a palavra você em sua homepage. A terceira palavra do texto  é você . 

 

E ele é usado mais uma vez na mesma frase. Em seguida, novamente como a terceira palavra do segundo período. E como se não bastasse, eles também usam a palavra “pessoal” para enfatizar o quanto este serviço é para você.

 “porque”

Por que é hipnótico?

Mais uma vez, é tudo sobre ignorar o senso crítico (consciente) para que possamos estimular a mente inconsciente.

Você provavelmente já ouviu falar “razão pela qual” essa é uma frase que todo mundo usa ou já usou uma hora ou outra. É porque Queremos saber o “por que” algo está do jeito que está o que causou algum fato ou acontecimento.

 

Esses tipos de razões, essas relações de causa e efeito, Estão encapsulados na palavra por que. Quando se dispara a palavra “gatilho” a nossa mente o (consciente) abre a passagem para deixar passar a informação falada ou escrita até a mente subconsciente.

Se você voltar no tempo, ou vir como as crianças negociam com seus pais, você vai ver realmente que isso funciona, veja se esse diálogo lhe parece familiar:

“Mãe, eu posso pegar alguns biscoitos?”

“Não, querida, agora não.”

“Mas, mãe, eu amo biscoitos e estou com vontade.”

“Eu sei querida, mas eu já disse que é pra não pegar agora”.

“Mas mãe, por que? “

“Porque eu disse que não.”

 

Isso é um verdadeiro motivo? Não, não é! É apenas uma reiteração do que a criança já sabe né? Mas neste momento, a maioria das crianças aceita que é hora de desistir. E isso é algo “programado” dentro de nós, mesmo quando adultos faz a palavra “porque” muito poderosa.

Usar a palavra “porque” satisfaz uma busca natural do cérebro por “razões”. Para os pequenos pedidos você pode realmente dar um “curto-circuito” no processo e enganar a mente para passar para a próxima fase da sequência como se um motivo real tivesse sido dado, porque não é simplesmente importante o suficiente para se dedicar inteligência para analisar a razão. 

 

Mas para maiores solicitações como “porque ganhar dez mil se você pode ganhar um milhão” isso encurta muito um pedido de compra mais se lembre de que não é tão fácil desligar o senso critico(consciente).

No entanto, usando porque ainda dispara a razão e desencadeia o reflexo. Dê um bom motivo, e “você está no”, por assim dizer. Leia essa matéria sobre o assunto escrito por Langer. E que isso usado de maneira certa em suas campanhas poderia dobrar a sua taxa de resposta.

Conheça essa pesquisa nesse livro Aqui!.

 

Um exemplo:

 O poder que ela exerce

A “Formsteel” oferece grandes benefícios em seguida, fá-los com razões sólidas. Sem a palavra “razão pela qual” reflexo não entraria em ação automaticamente, e com isso o efeito geral do texto seria muito mais fraco. Incluindo porque faz com que a mente aceite os benefícios sem muitas reservas.

 

Três palavras hipnóticas que você pode usar hoje.

Estas não são as únicas palavras hipnóticas. Há outras. Que até citei no artigo passado aqui no blog, Mas estas três são particularmente poderosas, e particularmente úteis para nós como Empreendedores digitais. Se você quiser saber mais sobre as palavras persuasivas e seu uso e poder levar esse material e muito mais na integra para poder ler na hora que precisar sem ter que ficar acessando a internet de uma olhada no meu e-book  Palavras persuasivas de A à Z  aplicado aos negócios onde tem a estrutura completa sobre o assunto.

 

Imagina. Você. Porque.

 

Elas  são muito convenientemente fáceis de trabalhar em textos, em vídeos, e até mesmo cara a cara em apresentações.

 Porque não experimentá-lo e relatar seus resultados abaixo? Gostaria de saber sua opinião a respeito desse artigo.

  • juscelino viana de morais

    Tenho interesse no tema. Já conhecia o poder da palavra porque, mas das duas outras não. Parabéns pelo tema porque foi bem esclarecedor.

  • Obrigado.Leia também os outros dois artigos que falam a respeito aqui mesmo no blog e que contém muito mais palavras que você pode usar.

  • Parabéns pelo artigo, muito bom mesmo.

    Seu blog em geral está muito bacana, qual o nome desse tema?

  • Obirgado! espero que tenha lhe ajudado.. o tema que uso é o dazzling um tema gratuito para wordpress

  • Nossa, que interessante.
    Obrigadão por compartilhar com isso!

  • Obrigado! espero que te ajude bastante.